Glee RPG BR. Faça Sucesso, mas nunca deixe de ser um Loser!


 
InícioPortalCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Sala do Vocal Adrenaline

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte
AutorMensagem
Narrador

avatar

Mensagens : 57
Data de inscrição : 12/04/2012

MensagemAssunto: Re: Sala do Vocal Adrenaline   Ter Maio 29, 2012 8:54 pm

Relembrando a primeira mensagem :

Shelby Corcoran é atual treinadora do Vocal Adrenaline. Em questão de treinamentos de corais não há ninguém melhor que ela na América. Foi graças a ela que a Carmel conseguiu tal triunfo e agora era mais um ano cheio de competições. Shelby não poderia esperar nem mais um dia para começar a se preparar para elas, e também, como é um novo ano, sempre pode existir novos talentos. Agora ela estava na sala do coral para avaliar audições e focar em quem teria os solos, como seriam as apresentações na parte da coreografia e quais músicas seriam usadas. Ela está sentada numa cadeira atrás de uma mesa com uns papeis e anotações, aguardando os alunos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário

AutorMensagem
Kyle LaHart

avatar

Mensagens : 85
Data de inscrição : 14/06/2012
Idade : 19
Localização : ~ NeverLand / Italy

Ficha do personagem
Colégio: Carmel High School
Coral: Vocal Adrenaline
Cheerios: Não

MensagemAssunto: Re: Sala do Vocal Adrenaline   Ter Jul 10, 2012 10:56 pm

Personalidade, né?

Digo uma musica no ouvido do meu irmão e ele parece concordar. Vou para o piano e puxo um banco para ele sentar.

Aviso Shelby qual musica iriamos performar:

- Cantaremos "My Favorite Things" do musical "A Noviça Rebelde". Acho que a maioria deve conhecer...

Toco as primeiras notas e começo a cantar:

Raindrops on roses and whiskers on kittens
Pingos de chuva em rosas e bigodes em gatinhos
Bright copper kettles and warm woolen mittens
Chaleiras de cobre brilhante e quente luvas de lã
Brown paper packages tied up with strings
Pacotes de papel marrom amarrado com cordas

These are a few of my favourite things
Estas são algumas das minhas coisas favoritas


Respiro fundo e continuo, tentando me concentrar em tocar e cantar ao mesmo tempo

Cream coloured ponnies and crisp apple pie
Pôneis cloridos de creme e tortas de maçã frescas
Sweet doorbells and schnitzel with noodles
Doces campainhas e costeleta com macarrão
Wild geese that fly with the moon on their wings
Gansos selvagens que voam com a lua em suas asas

These are a few of my favourite things
Estas são algumas das minhas coisas favoritas


Olho para Lake, esperando ele continuar a musica.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lake LaHart

avatar

Mensagens : 9
Data de inscrição : 09/07/2012

MensagemAssunto: Re: Sala do Vocal Adrenaline   Ter Jul 10, 2012 11:01 pm

Continuo, me focando ao máximo para não errar a letra.

Girls in white dresses with blue satin sashes
Meninas de vestidos brancos com faixas de cetim azul
Snowflakes that stay on my nose and eyelashes
Flocos de neve que ficam no meu nariz e cílios
Silver white winter that melts into spring
Prata branco inverno que derrete na primavera

These are a few of my favourite things
Estas são algumas das minhas coisas favoritas


Me animo, já que não tinha errado nada até agora.

When the dog bites, when the bee stings
Quando o cão morde, quando a picadas de abelha
When I'm feeling sad
Quando estou me sentindo triste
I simply remember my favourite things
Eu simplesmente lembro minhas coisas favoritas


Faço uma pausa. Pisco para Kyle cantar junto comigo.

And then I don't feel so bad
E então eu não me sinto tão mal...

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lancelot Van der Rohe
Vocal Adrenaline
Vocal Adrenaline
avatar

Mensagens : 44
Data de inscrição : 27/05/2012
Idade : 22

MensagemAssunto: Re: Sala do Vocal Adrenaline   Qua Jul 11, 2012 4:06 am

Estava distraido quando ouviu os gritos de Shelby, voltando sua atenção firmemente para a professora que estava ali parada, como um bom aluno faria. E então foi dada a tarefa, ao ouvir falar sobre personadade, teve de admitir que se assustou um pouco, mas logo fora tirado quando a palavra musicais veio a tona,formando um certo sorriso no rosto do loiro. Estava prestes a erguer o braço e dizer que queria mostrar a eles oque fazer, quando Kyle e seu irmão, ou parceiro de incesto, ou seja lá que inferno fosse, começaram a cantar a novinha rebelde, que pensou ele, terem acabado com aquele clássico, transformando em algo sem vida e sem sincronia nenhuma, bocejou quando chegou ao fim, levantando-se então.
Se os dois já terminaram, quero mostrar aos alunos como cumprir a tarefa... Foi andando até o centro da sala a passos longos, como se estivesse desfilando e então parou em uma pose perfeita, com a coluna perfeitamente arqueada Personalidade, huh? Sorriu de canto colocando uma mão na cintura Acho que Annie Get Your Gun definiria bem quem sou, e o poder que tenho sobre vocês... Apontou a Shelby que estava no piano, piscando para ela Sei que sabe oque vou cantar, professora...
E então voltou a firmar o olhar nos alunos, enquanto abriu sua boca, cantando o seguinte trecho, em um tom incrivelmente grave e controlado, algo que aprendera com seus milhares de treinamentos vocais, por ter ensaiado anos aquela música, que era quase um hino de sua auto estima, sua voz soava identica a do próprio Howard Keel:

Anything you can do,
I can do better.
I can do anything
Better than you.


Apontou para a plateia, com um certo olhar de superioridade, dando um sorriso arrogante de canto enquanto se virava para recuperar o folego, fora então surpreendido com Alice, a garota que não suportava, cantar em tom insolente "No, you can't. " e o mesmo rebateu ainda de costas, quase falando "Yes, I can." e então a mesma repetiu e ele tornou a dizer, depois de mais uma vez com isso, ele virou-se enfurecido, erguendo os braços e cantando alto e em claro tom prolongadamente:

Yes, I can,
Yes, I can!
E então sorriu enquanto passava pelo meio dos alunos enquanto cantava olhando com desdém para cada um, porém sem deixar seu tom de voz diminuir ou sair do grave perfeito que o garoto fazia:
Anything you can be
I can be greater.
Sooner or later,
I'm greater than you.


E quando passou por Alice, a mesma voltou a dizer No, you're not.e o mesmo continuou retrucando com o "Yes, I am.."
E voltou para frente da sala enquanto movia seu corpo elegantemente, misturando um pouco de Jazz e sapateado, mas sem deixar as expressões que aquela musica pedia sair de seu rosto e dos gestos que o mesmo fazia com a mão:

I can shoot a partridge
With a single cartridge.
I can get a sparrow
With a bow and arrow.

E então passou a mão delicadamente pela jaqueta de couro do Alexander McQuen que vestia, enquanto olhava com o nariz torcido para o que o resto dos alunos vestiam:

Anything you can wear
I can wear better.
In what you wear
I'd look better than you.
In my coat?
In your vest! In my shoes?
In your hat! No, you can't!


E para finalmente finalizar a música, e fazer o tom agudo, que o mesmo, poucas vezes conseguia, por sua voz ser incrivelmente grave, foi até o centro da sala, respirou fundo brevemente, ajustou suas costas vocais e abriu a voz, forçando um falsete respeitavelmente agudo:

YEEEEEEEEEEES IIIIIIIIIIII CAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAN

Engoliu um seco, apontou teatralmente aos outros alunos e deu um grito novamente grave e fabuloso para os mesmos:

NO, YOU CAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAN'T

Era o melhor vocal dentre deles, sabia disso, por isso tinha tanta confiança em alcançar todas aquelas notas, principalmente porque tinha a intensão de humilhar cada um, e quanto terminou, devido a tanto esforço, fez uma reverencia, cansado após tanto esforço que havia feito com a voz, o suor pingava de seu rosto, e precisou respirar algumas vezes para voltar a si e retomar o folego, quando levantou-se da reverencia, apenas colocou a mão na cintura e olhou desafiadoramente para os outros alunos.
E então, alguém ainda tentando ser melhor do que eu?
Arqueou uma sobrancelha para Jesse.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Aria Lopez Michele

avatar

Mensagens : 21
Data de inscrição : 26/06/2012
Idade : 21

MensagemAssunto: Re: Sala do Vocal Adrenaline   Qui Jul 12, 2012 10:27 am

_Eu sei que você realmente quer o cara com cabelo de miojo ali vá só pra fazer uma pequena disputa interna_Apontei para Jesse_ Mas eu acabo de encontrar a música perfeita, e, sim, vou arrasar!_Disse me levantando e andando até o centro da sala.
_Nem sempre é necessário uma nota alta ou um grande fim em outro tom para que uma música seja agradável e a música que eu escolhi de fato não tem nenhuma dessas características, mas eu gosto de atribuir a ela um grande número de dança, assim como na versão original._Expliquei_ Eu vou cantar I Am A Good Girl do musical Burlesque, cantada originalmente pela Cristina Aguilera. Eu escolhi essa música porque eu posso ser fútil às vezes...Ou sempre! Pode parecer que eu sou uma bitch, e talvez eu realmente seja e vocês podem pensar que eu não tenho nenhum sentimento, apesar de poucos, eles existem aqui dentro! Mas, esse é o meu tipo, é o meu jeito de ser um "Garota Boa"_Dei a explicação da escolha da minha música de forma bem-humorada.
A música começou e eu senti a batida que fazia os meu quadris se moverem

Where I've been all my life?

The dress is Chanel
The shoes YSL
The bag is Dior
Agent Provocateur
My address today, L.A. by the way
Above Sunset Strip, the hills all the way

My rings are by Webster
It makes the heads twirl
They all say, Darling, what did you do for those pearls?
What? I am a good girl

Um dos solos de dança iniciava-se nesse momento, soltei meu corpo e dancei algo lento que combinava com a batida da música e ao mesmo tempo sensual como o musical de onde ela veio.

The age I adore, the day oh no more
Breakfast Polo Launch and pools at the shore
The Chateau for cocktails
The Courtyard at night
Downtown is for dinner
The hell is divine

Fui até onde todos estavam sentados e dancei por entre as cadeiras enquanto cantava e assim continuei na estrofe que se seguiu.

You know I have found the words goin' round
They all say my feet never do touch the ground
What? I am a good girl

Terminei a estrofe já novamente no centro da sala, outro solo de dança iniciava-se, dessa vez segui para perto do piano e dancei em volta dele.

I am a good...girl!

Cantei a última frase sentada em cima do piano e falei a última palavra de forma rápida e delicada.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Kyle LaHart

avatar

Mensagens : 85
Data de inscrição : 14/06/2012
Idade : 19
Localização : ~ NeverLand / Italy

Ficha do personagem
Colégio: Carmel High School
Coral: Vocal Adrenaline
Cheerios: Não

MensagemAssunto: Re: Sala do Vocal Adrenaline   Qui Jul 12, 2012 11:08 am

Uau, Lancelot faz uma performance dessa e ainda quer julgar os outros alunos?

Não que tenha sido ruim, afinal, considerava todos ali ótimos, mas como ele conseguia se sentir superior que os outros se sua apresentação foi quase igual ao da maioria?

Pensei em abraça-lo, mas ao ver sua cara toda suada, desisti. Porque gente loira sua tão rapido?

Ao ver que ele já tinha saído, acenei e apertei sua mão.

- Alice foi ótima - Comentei, já com um sorriso no rosto, esperando ele se vangloriar.

Lancelot as vezes é tão previsível...

Continuei sentado olhando a performance da latina, que escolheu Burlesque, fiquei assustado já que não tem muitas musicas sobre personalidade naquele musical, mas me aliviei quando ela disse alguma coisa sobre " I Am A Good Girl".

Ela dançava bem. Mas ninguem dançava melhor ali que Gaëlle...

Ao terminar a sua performance, corri até onde ela estava, a abracei (Ultimamente ando abraçando muito as pessoas) e perguntei:

- Hey latina, splendida performance! Mas...Como é seu nome mesmo? - Sorri, puxando seu braço para nos sentarmos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Gaëlle Prévert

avatar

Mensagens : 9
Data de inscrição : 29/06/2012

Ficha do personagem
Colégio: Carmel High School
Coral: Vocal Adrenaline
Cheerios:

MensagemAssunto: Re: Sala do Vocal Adrenaline   Qui Jul 12, 2012 7:54 pm

Estava pensando no que apresentar para madame, já tinha a música na cabeça, e ela seria complicadamente divertida, com alguns passos chegaria ao ponto que eu queria. Quando começa, uma pequena discussão? Não consigo entender o que, o que, não lembro o nome dele, quer dizer com coisa de menina. E loucos! Como poderia nos achar loucos? Não vejo ninguém louco por aqui e eu já conheci umas pessoas bem piradinhas. Metidos, podia até ser, alguns, não todos, todos eram adoráveis, não metidos. Então uma borracha voa. Oh, que borracha encantadora, dá para ver a curva no ar que ela faz até atingir a cabeça do menino que dizia besteiras, foi impossível não rir da situação. E bem, ele precisava melhorar os modos, não foi nada gentil o que ele disse, não, não foi. Karolinne pelo visto iria dizer isso a ele, pois saiu da sala atrás dele.

Volto a atenção para sala ao ouvir o som do piano e sorrio. Kyle iria cantar com Lake, que fofos. Reconheço rápido a melodia. Noviça Rebelde era algo que me deixava muito contente, eu adoro a história da flor Edelweiss, tão singela. Não resisto ao impulso de me mover de um lado a outro na cadeira seguindo o ritmo da música e bato palmas contente quando termina. De novo! Eu quero ouvir de novo!

Mas logo o sir Lancelot se ofereceu para cantar, ele era bom com espadas e roubar esposas alheias, como seria cantando? Presto atenção em sua pose, apesar de ter feito o que fez, sempre li que ele era alguém mais humilde. Bem, a história pelo visto estava errada.

Uau.

Impossível não ficar surpresa com ele cantando, a potência da sua voz era incrível, e ele parecia bastante... convencido, não, essa não é a palavra, determinado seria algo melhor, o que foi um pouco assustador, a forma que ele encarava a todos, não parecia digno dos reinos de Camelot. Mas ainda assim tinha uma voz muito bonita, tinha muita harmonia, dava para entender o motivo de Guinevere se apaixonar apesar de tudo. Pobre Arthur. Não consegui me mexer como fiz quando os meninos cantaram, a forma que ele cantava era bastante repressora. Prefiro quando música nos trás alegria. Mas agora ele tinha acabado e Ari, a menina que tinha antes cantado em espanhol entrou para cantar uma música de Burlesque. Eu gosto do tema desse musical, gosto das cantoras, mas o enredo foi fraco. Ari estava linda cantando, parecia que realmente sentia aquilo tudo, que bom. É bom quando nos encontramos dentro de algo.

“Eu quero cantar.” Digo e vou direto a banda assim que Ari acaba sua música. Eu queria muito, muito liberar esses sentimentos que começaram a borbulhar desde que cheguei a conclusão do que eu queria, era uma mistura deliciosa de medo e êxtase. Explico a eles como seria e rapidamente entendem sem nenhum problema, volto para o centro da sala. “Eu vou cantar Don't do Sadness e Blue Wind do musical Spring Awakening, de forma adaptada para apenas um vocal.”

Desde de que sai de Nova York não treino essa música, espero não errar nada. Mas se errar, tudo bem, também faz parte do contexto dela. Tantas coisas podem fazer parte do contexto dela. Respiro fundo e começo a dançar sem música, pois seria impossível dançar com ela, pelo menos da forma que eu pretendia, deixei os movimentos fluírem vagarosos, seguindo um ritmo que apenas eu escutava, executando com precisão e leveza, aquilo que para mim dizia corporalmente o que a música significava. Dois oitos. Paro encarando o fundo da sala. Escuto a melodia começar.

”Aweful sweet to be a little butterfly.
Just wingin' over things
And nothing deep inside.
Nothing goin', goin' wild in you, you know.
You're slowing by the riverside,
Or floatin' high and blue.

Or may be cool to be a little summer wind.
Like once through everything
And then away again.
With the taste of dust in your mouth all day
But no need to know.
Like sadness, you just sail away.

Subo em uma cadeira nos últimos versos. Sempre me disseram que minha voz não está aqui para te fazer arrepiar com agudos e emocionar com notas prolongadas, nunca foi uma voz de anjinho, da menininha singela. Minha voz está aqui para ser entendida, ela quer que o que a letra diz seja entendido, seja sentido. Ela se faz presente dessa forma, dando significado as coisas. E eu gosto disso, pois o significado é tudo o que me importa. Ser entendida importa. E mesmo com o sotaque forte, meu inglês é bastante claro quando eu quero que seja. Algumas palavras tem um significado tão grande que é assustador, e cantando pela primeira vez essa música depois de tudo que aconteceu, vejo um sentido completamente novo a ela. Minha expressão definitivamente não era das melhores, eu sentia a música mexendo comigo, bem, ela estava me descrevendo, é normal não se sentir confortável sendo vista por dentro, mas tudo bem, era o que eu tinha que fazer afinal. Moritz, você faz mais sentido agora.

”'Cuz you know I don't do sadness,
Not even a little bit.
Just don't need it in my life.
Don't want any part of it.
I don't do sadness.
Hey, I've done my time
Lookin' back on it all.
Man, it blows my mind.
I don't do sadness,
So been there.
Don't do sadness,
Just don't care.”

Pulo da cadeira entre os versos, cada mínima palavra tinha força e nem que eu precisasse perder completamente o fôlego, eu daria força a todas elas. Todos na sala pareciam um borrão, tudo na sala parecia um borrão. Branco. Claridade. E vozes de um passado tão presente. Gesticulo conforme acho necessário, mas vejo que não são ações pensadas, são tão naturais que eu poderia tranquilamente me ver fazendo cada uma delas como espectador. Aquilo realmente estava mexendo com a minha cabeça. Paro ao mesmo tempo que a banda para. Mais dois oitos para dançar em silêncio, eu via esse momento como uma transformação de Moritz para Ilse, e a forma que Ilse dançava em mim era quase como se estivéssemos em um ritual, Ilse, minha personagem favorita desse musical. Parei e sorri, toda a sombra sendo deixada em Moritz.

”Spring and summer ev'ry other day
Blue wind gets so sad
Blowin' through the thick corn,
Through the bales of hay,
Through the open books on the grass
Spring and summer

Sure, when it's autumn
Wind always wants to
Creep up and haunt you
Whistlin' it's got you
With its heartache, with its sorrow
Winter wind sings and it cries

Spring and summer ev'ry other day
Blue wind gets so pained
Blowin' through the thick corn,
Through the bales of hay,
Through the sudden drift of the rain
Spring and summer.”

Não conseguia me mexer, o peso leve da canção da Ilse me prendia no chão. Me deixava realmente imóvel, de olhos fechados, apenas com letra e melodia. Na peça, agora teria uma cena, mas convenhamos, eu não nasci para ser atriz, isso é algo que jamais vou conseguir e como havia combinado com a banda, eles emendam direito para a volta da música do Moritz, sem intervalo, é uma troca tão súbita de sentimentos e sensações que se eu não estivesse acostumada a estar tonta, cairia.

”So maybe I should be some kind of laundry line.
Hang their things on me
And I will swing 'em dry.
You're just wavin' the sun throught the afternoon,
And then see, they come to set you free
Beneath the risin' moon.”

E agora iria precisar conciliar os dois, na verdade, me conciliar, meu lado Ilse, meu lado Moritz, todos os gomos da minha personalidade. Os sentimentos tão intensos a se misturar até que se tornem homogêneos.

”'Cuz you know / Spring and summer
I don't do sadness, / ev'ry other day
Not even a little bit. / Blue wind gets so lost
Just don't need it in my life. / Blowin' through the thick corn,
Through the bales of hay / Don't want any part of it.
Spring and summer / I don't do sadness. / ev'ry other day
Blue wind gets so lost
Blowin' through the thick corn,
Through the bales of hay,
Hey, I've done my time
Lookin' back on it all.
Man, it blows my mind.
I don't do sadness,
Through the wandering clouds of the dust
So been there.
Don't do sadness,
Just don't care.
Spring and summer.”

O ritmo no final era um pouco mais prologando, para que coubesse todas as frases com apenas uma pessoa cantando, era difícil, mas era apenas questão de técnica e quem treina desde que nasceu técnica aprende. Mas deixando essa parte de lado, era algo que mexia comigo, era sorrir com os olhos enquanto o resto do rosto chora ou então realmente sorrir enquanto os olhos demonstram completo horror, uma oscilação tão grande de tudo o que queria ser transmitido que foi um alívio quando acabou. Toco o meu rosto e vejo que ele está realmente molhado de lágrimas, não faço ideia em que parte da música comecei a chorar ou o que fez que isso acontecesse. Prendo os lábios e volto a me sentar. Provável que meu rosto estivesse todo vermelho, seguro uma mão na outra tentando não me sentir tão nervosa, tentando aquietar os monstros que se soltaram dentro de mim.


(Letra, tradução e música)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Aria Lopez Michele

avatar

Mensagens : 21
Data de inscrição : 26/06/2012
Idade : 21

MensagemAssunto: Re: Sala do Vocal Adrenaline   Qui Jul 12, 2012 8:18 pm

Quando terminei a apresentação o carinha do "My Favorite Things" me abraçou, isso foi estranho até para a minha pessoa que é muito estranha. Mesmo assim, retribuí o abraço.
_Gracias! Me gustar Favorite Things também!_Misturei os dois idiomas_Aria Lopez, pode me chamar Ari ou de latina mesmo, eu não me importo!_Respondi sua pergunta_E você é o?_Lembre-me de que não sabia seu nome.
Vi a apresentação de Elle e a aplaudi, eu gosto do modo que ela canta, é diferente, é... Europeu!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lucy Foster
Vocal Adrenaline
Vocal Adrenaline
avatar

Mensagens : 32
Data de inscrição : 09/07/2012
Idade : 21

Ficha do personagem
Colégio: Carmel High School
Coral: Vocal Adrenaline
Cheerios: Cheerios(Carmel High)

MensagemAssunto: Re: Sala do Vocal Adrenaline   Qui Jul 12, 2012 10:43 pm

I am better than you!


Eu realmente fiquei um pouco chateada quando ouvi que o tema da semana seria sobre personalidade, pois a música que eu havia apresentado falava muito de minha própria personalidade, mas logo fiquei animada ao saber que as apresentações deveriam ser de algum musical, afinal, musicais são a minha área.
“Esse será um tema bastante fácil”
Adorei quando Kyle e o seu irmão se levantarão e cantaram My Favorites Things, a noviça rebelde é um dos meus favoritos musicais e apesar de não gostar muito do Kyle, ele e o seu irmão fizeram uma grande apresentação, mas logo fui tirada dos meus pensamentos sobre a apresentação dos irmãos LaHart quando uma voz incrivelmente afinada começou a cantar “Anything you can do” do musical Annie get your gun, era fácil para perceber que ele havia recebido algum treinamento musical pela maneira que sua voz soava, parecia que aquele garoto seria um obstáculo a ser ultrapassado!
“Mas isso não é problema, irei ultrapassar qualquer pessoa para completar meus objetivos!”
Senti um sorriso maldoso infiltrar o meu rosto quando uma garota se levantou e começou a desafiar o rapaz cantando “No you can’t”, mas o garoto me surpreendeu com as notas que alcançou no final da música, não prestei atenção as outras apresentações por ficar pensando na música que cantaria então quando percebi que Gaëlle acabara a sua apresentação me levantei e fui em direção a banda para lhes falar qual música cantaria.
“Essa música é perfeita para mim!”
Logo tirei meus pensamentos de minha cabeça e fui até o centro da sala para anunciar qual música cantaria, mas não sem dar um olhar preocupado na direção da francesa que havia derramado lagrimas durante sua apresentação.
- Eu irei de Maybe This Time do musical Cabaret!
Respirei fundo, pois sabia que precisaria de todo o folego que possuía para cantar aquela música, eu adoro Cabaret e aquela música me descrevia perfeitamente nesse momento.

Maybe this time, i'll be lucky
Maybe this time, she'll stay
Maybe this time
For the first time
Love won't hurry away.

Comecei a cantar a música em um tom suave e fiz algumas modificações como trocar o “he” por “she”, eu realmente não achava um grande desafio essa música pois já havia cantado ela tantas vezes e eu sabia que conseguiria canta-la com todo o louvor.

She will hold me fast
I'll be home at last
Not a loser anymore
Like the last time
And the time before


Continuei com o mesmo tom suave que havia iniciado a música guardando a minha voz para cantar as ultimas partes da música, a apresentação do Lancelot foi incrível admito, mas ele não me supera e eu planejava mostrar isso a ele com essa apresentação, na minha apresentação de Roxie eu não mostrei todo o meu vocal e essa música era perfeita para isso.

Everybody loves a winner
So nobody loved me.
Lady Peaceful
Lady Happy
That's what I long to be.


Eu estendi um pouco mais a minha voz nessas notas, aumentando o tom de minha voz gradualmente, eu me identificava muito com essa parte dessa música pois sempre havia tentado ser uma vencedora para os meus pais e os outros me amarem, respirei fundo para soltar a minha voz.

All the odds are in my favor
Something's bound to begin
It's got to happen, happen sometime
Maybe this time, i'll win


Estendi um pouco mais o “win” mas percebi com uma sensação de frustação que ainda não havia conseguido soltar todo o meu potencial por causa de certos pensamentos que não saiam da minha cabeça e então fechei os olhos para buscar mais concentração em minha performance.

Cause everybody
Oh! They love a winner
So nobody loved me.
Lady peaceful
Lady happy
That's what I long to be.


Já estava me sentindo muito mais confortável e estava estendendo cada vez mais as notas que cantava com força e com um pouco de raiva ao perceber como essa música retratava a minha posição nesse momento.

All the odds are
They're in my favor
Something's bound to give in
It's got to happen
Happen sometime
Maybe this time...Maybe this time


Cantei o “favor” um pouco grave para colocar a minha marca na música e estendi um pouco mais o “happen” colocando também um pouco de grave na notas, mas logo respirei fundo para cantar as ultimas palavras da música antes de olhar na direção do loiro que havia cantado anteriormente com um olhar de superioridade e cantar a ultima nota com uma paixão e força lhe estendendo-a com um agudo surpreendente que ultilizava toda a minha voz.

I'LL WIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIINNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNN!!!

Terminei de cantar a música com uma respiração ofegante e um sorriso satisfeito no rosto antes de ir me sentar no meu lugar, mas não antes de sorrir desafiadoramente na direção de Lancelot.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sebastien Koscielny
Vocal Adrenaline
Vocal Adrenaline
avatar

Mensagens : 13
Data de inscrição : 10/07/2012
Idade : 22
Localização : Akron, Ohio

Ficha do personagem
Colégio: Carmel High School
Coral: Vocal Adrenaline
Cheerios: Não

MensagemAssunto: Re: Sala do Vocal Adrenaline   Sex Jul 13, 2012 12:16 am





-----------------------------------------
new blood joins this earth
and quickly he's subdued.
through constant pained disgrace, the young boy learns their rules
-----------------------------------------


    As mãos estavam meio trêmulas, e ele sentia alguma agitação em tudo aquilo, sempre era a mesma coisa, mas sempre tinha o mesmo fim, ele torcia de todos os modos para que toda aquela ansiedade fosse convertida em confiança, mas não parecia que daria muito certo. - Vamos lá Sebastien, respire, respire... - murmurava para si mesmo enquanto o professor tratava de fazer uma pequena introdução sobre sua pessoa, nada além do: "Pessoal esse é o fulano e ele quer entrar no nosso clube, mas como sabem ele precisa mostrar a que veio antes..."; e toda aquele burocracia genérica.


    Por fim seu nome finalmente foi chamado e como se fosse mágica, não sentia mais exitação alguma, ele estava certo do que teria de fazer e como o faria. A letra da música não fugia de sua mente ou mesmo as notas musicais que ele iria tocar na guitarra, era como se tudo tivesse se arranjado, milagrosamente. Adrentou na sala com um sorriso meia-boca, os olhos cinlilavam com a luz artificial provida pelas lâmpadas e o cabelo parecia ligeiramente mais claro, apesar de ser apenas um golpe de vista. - Posso? - perguntou ao guitarrista que conversava com os demais membros da banda de apoio pedindo a guitarra, uma gibson que não merece descrição. Ele deu uma conferida rápida, notando que tudo estava no seu mais devido lugar e afinação do instrumento estava fantástica, deu um passo a frente.

    - Boa Tarde, me chamo Sebastien Koscielny e vou cantar Panic Attack da banda Dream Theater, espero que gostem... - comentou com um sorrisinho forçado ainda escondendo uma leve insegurança. Olhou para o baixista que sem pestanejar fez a introdução milenar que Panic Attack oferecia, enquanto ele ajeitava o tripé que segurava o microfone na altura certa. Olhou para o sujeito quando por fim deixou seus dedos e sua palheta traduzirem o que ele queria passar, o som da guitarra, baixo e bateria, ficara tão bom quanto o original e ele podia sentir isso quando finalmente se soltava nos momentos em que era exigido. Aos 50 segundos de introdução a voz finalmente foi chamada ao palco. - All wound up, On the edge, Terrified... - deslizava o dedo dedilhando rapidamente alternando olhares para a guitarra e para sua platéia. - Sleep disturbed, Restless mind, Petrified... - repetia o mesmo rif e logo notava-se o conforto do mesmo, a cabeça já xaqualhava levemente para frente e para trás. - Bouts of fear, Permeate, All I see...Heightening, Nervousness, Theatens me...

    Deu alguns passos para frente exibindo a guitarra e tocando-a com a mestria que sempre teve. - I am paralyzed, So afraid to die... - cantou este trecho um pouco mais lento, era naturalmente o ritmo da música. - Caught off guard, Warning signs, Never show. Tension strikes Choking me Worries grow. - finalmente o som do teclado ao fundo fazia daquela combinação perfeita. - Why do i feel so numb? Is it something to do with where i come from? - dizia como se realmente se perguntasse aquilo, para ele, tinha escolhido a música certa. - Should this be fight or flight? I dont know why i'm constantly so uptight!!! - nem se segurava mais, a guitarra foi mais exigida que nunca enquanto as notas pesadas cobinavam perfeitamente, ele não sabia do que mais gostava no momento, tocar guitarra ou cantar. - Rapid heartbeat pounding through my chest...Agitated body in distress. - percebia-se que o som da guitarra assemelhava-se ao da batida em ritmo acelerado de um coração - I feel like im in danger!! - entonação maior logo na primeira palavra, ele ainda não tinha desafinado. - Daily life is strangled by my stress. A stifling surge shooting through all my veins. Extreme apprehension, suddenly i'm insane. No strong hope for redemption, A grave situation desperate at best... - distribuia sorrisos, a música lhe remoia algumas lembranças que ele poderia até pensar em esquecer, mas o que seria do homem sem suas recordações? - Why do i feel so numb? Is it something to do with where i come from? Should this be fight or flight...I dont know why i'm constantly feeling... - enfim a hora de soltar a voz, sem gritaria e sem falcete, apenas sentir a música. Naquele instante ele nem respirou.

    - Helpless hysteria, A false sense of urgency. Trapped in my phobia...Possessed by anxiety - e em resposta a todas estas indagações - Run, try to hide, overwhelmed by this complex delirium... - se antes os olhos estavam fechados e ele tratava o microfone como uma moça a ser cortejada agora tipicamente deixava o mesmo de lado, tomou a frente e não preiculpou-se em atrair a atenção para si no solo de guitarra que se desenrolou por nada breves 1 minuto e 47 segundos. O instrumento parecia gritar e clamar enquanto os dedos dele passeavam sintilantes sobre as cordas de metal. A cabeça fazia um movimento headbanguer descontrolado, o cabelo caía sobre seu rosto e ele nem se preocupava até que finalmente sua voz voltou a ser exigida. - Helpless hysteria, a false sense of urgency. Trapped in my phobia, possessed by anxiety. - enfim era a hora de afinar a voz e mostrar que também poderia atingir notas agudas, e foi o que fez. - Run, try to hide, overwhelmed by this complex delirium... - repetiu estes versos novamente até a música acabar e quando o fez ele não esperou aplausos, apenas a sua resposta.


-----------------------------------------
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Convidado
Convidado



MensagemAssunto: Re: Sala do Vocal Adrenaline   Sex Jul 13, 2012 9:56 pm

O encaro com uma expressão fria,após ver a apresentação dele ele tenta me intimidar,mas dou um sirriso ironico e digo sério]-Minha vez-me levanto e me encosto no piano ao lado de Shelby dou um sorriso para ela e digo-Treinadora,vou cantar uma musica que me define por completo,o grande clássico de Frank Sinatra New-York New -York-dou o sinal para o pessoal da banda quando eles começam a tocar.
Começo a andar sobre o salão sorrindo para todos quando eu paro no meio do palco com o microfone do pedestal,começo a cantar com toda animação que eu tinha e que a musica pedia,sentia que naquele momento que o meu ser estaria em Akron mas o meu coração estaria em New York,então começo a cantar com toda emoção qe havia dentro de mim suavemente.

Start spreading the news
I'm leaving today
I want to be a part of it
New York, New York

Sorrio para todos fico estalando os dedos cantando.fecho os olhos para me concentrar melhor cantando com mais firmeza a musica ainda suave,acada verso eu iria subindo um pouco o tom da musica,fazendo leves arranjos continuo a canção.
These little town blues
Are melting a way
I'll make a brand-new start of it
In old New York

tiro o microfone do pedestal andando entre as cadeiras sem desafinar fazendo leves arranjos suaves como a musica pede.
New York, New York
I want to wake up
In a city that never sleeps
And find I'm a number one, top of the list
King of the hill, a number one

Começo a subir o tom da musica aos poucos prolongando algumas notas,mas rapidamente volto para o normal cantando a musica com mais firmeza,mostria ali do que eura capaz,continuo erguendo cada vez mais a minha voz.
These little town blues
Are melting a way

Aponto para Harmony,pego na mão dela e a faço girar algumas vezes fazendo a dançar um pouco no meio do salão calmamente,contuo a interpretar a musica com toda a minha emoção.
I'm gonna make a brand-new start of it
In old New York

Paro no meio do palco fecho os olhos imaginando New York,como era que era sentir o ar,sentindo New York dentro de mim começo a fazer arranjos e a cantar com mais firmeza e emoção os instrumentos param de tocar enquanto eu começo a ultima parte da musica.
And... if I can make it there
I'm gonna make it anywhere
It's up to you

levanto uma mão para cima,subo Varios tons a mais na minha voz e pronuncio as frases em perfeita afinação
Neeeeeeeee York,NEEEEEEEEEW YOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOORK
Uso no final um leve vibrato,quando os intrusmentos voltam a tocar e desço para o tom original da musica fazendo arranjos....abro os olhos dou um sorriso fazendo arranjos enquanto a musica acaba.logo que ela acaba dou um sorriso e digo-Obrigado treinadora-volto ao meu lugar,encarando Lancelot com mais firmeza e com um sorriso ironico.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kyle LaHart

avatar

Mensagens : 85
Data de inscrição : 14/06/2012
Idade : 19
Localização : ~ NeverLand / Italy

Ficha do personagem
Colégio: Carmel High School
Coral: Vocal Adrenaline
Cheerios: Não

MensagemAssunto: Re: Sala do Vocal Adrenaline   Sab Jul 14, 2012 4:13 am

- E você é o? - Perguntou Aria.

- Kyle! Kyle LaHart! - Respondi e em seguida, Gaëlle fez uma performance do musical Spring Awakening.

Apesar de nunca ter assistido, tudo na voz e no corpo da francesa fica perfeito.

Aplaudi animadamente e logo viro minha atenção para Lucy, que fez uma apresentação um tanto triste...

Mal pude ir cumprimenta-la porque logo um novo aluno faz uma audição.

Dream Theater.

Uau.

É um tanto raro ver canções de rock, principalmente da qualidade de Dream Theater. Apesar de não curtir muito aquela musica e nem das roupas do novo rapaz, bati palmas.

Jesse decidiu cantar Frank Sinatra, o que particularmente não gostei de inicio.

Acho que ele devia ter se concentrado mais na performance do que em intimidar Lancelot, estava cansado dessas briguinhas por solos...

Cheguei perto de Lake e puxei seu braço, o guiando até a porta da sala.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lake LaHart

avatar

Mensagens : 9
Data de inscrição : 09/07/2012

MensagemAssunto: Re: Sala do Vocal Adrenaline   Sab Jul 14, 2012 4:21 am


Para Onde Vamos?

Estava perdido de tantos talentos que haviam no clube.

Todos estavam cantando tão bem, que minhas mãos só faltaram pegar fogo de tantas palmas!

Em um instante estava vendo Jesse comendo Lancelot pelo olhar e no outro Kyle me puxava para fora da sala.

- Para onde vamos? - Perguntei, um tanto assustado.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Kyle LaHart

avatar

Mensagens : 85
Data de inscrição : 14/06/2012
Idade : 19
Localização : ~ NeverLand / Italy

Ficha do personagem
Colégio: Carmel High School
Coral: Vocal Adrenaline
Cheerios: Não

MensagemAssunto: Re: Sala do Vocal Adrenaline   Qui Jul 26, 2012 9:23 am

Voltei a sala e percebi que não havia mudado muita coisa.

Sigo com Lake até Gaëlle, que estava linda como sempre. Ela parecia um tanto entediada. Ou seria cansaço depois da performance?

- Ei, tudo bem? - Perguntei e sorri, a abraçando em seguida.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lucy Foster
Vocal Adrenaline
Vocal Adrenaline
avatar

Mensagens : 32
Data de inscrição : 09/07/2012
Idade : 21

Ficha do personagem
Colégio: Carmel High School
Coral: Vocal Adrenaline
Cheerios: Cheerios(Carmel High)

MensagemAssunto: Re: Sala do Vocal Adrenaline   Qui Jul 26, 2012 12:38 pm

Being the way that you are is enough...


Eu apenas fiquei observando enquanto entrava um garoto depois da minha apresentação e cantou uma música da banda Dream Theather, eu aplaudi silenciosamente em minha mente a escolha da banda e ainda mais quando ele cantou Panic Attack, estava realmente faltando alguém que cantasse Rock nessa sala, um dos meus estilos musical favorito, depois veio o tal de Jesse St. James e cantou Frank Sinatra, o nome dele me lembra a equipe Rocket de Pokémon.
“Esse é um nome ridículo!”
Pensei comigo mesma antes de abafar um risinho colocando a mão na frente de minha boca, a apresentação dele foi... Morna, eu adoro New York, New York, mas parece que ele ficou muito preso em tentar intimidar o Lancelot e se esqueceu de pensar em sua atribuição, isso foi ridículo!
“Se ele parasse pra pensar veria que está parecendo uma criança pequena brigando por um pedaço de biscoito, mas parece que nessa sala há pessoas bem mais especiais do que o tal do Jesse, o Lancelot ou até mesmo eu.”
Pensei e deixei meus olhos buscarem a garota que havia cantado a música do musical Spring Awakening, ela havia me chamado a atenção desde a primeira vez que havia lhe visto, ela tinha um jeito adorável e ainda por cima adorava Chicago como ela mesma havia dito após a minha apresentação, ela havia feito uma apresentação incrível, a emoção que havia colocado numa simples música foi fantástica, ela era uma pessoa única.
“Além de ser linda.”
Minhas bochechas assumiram um tom rosado com os meus pensamentos, mas era verdade, ela era bastante bonita e parecia ter uma personalidade dócil e gentil, talvez eu deva me apresentar e talvez se tornar sua amiga, mas eu estou um pouco hesitante, eu realmente nunca tive muitas amigas ou algum relacionamento forte com alguma pessoa, a única pessoa que tenho falado é a garota de McKinley, Sophie, eu havia conhecido ela um dia e estava passando uns dias em sua casa, mas essa garota loira era bastante encantadora, apenas estou com medo de me aproximar dela.
"Vamos lá Lucy, ela é uma simples garota, nada que eu tenha que temer."
Respirei fundo e tomei coragem, levantei e comecei a caminhar na direção da loira encantadora, mas hesitei um pouco quando vi um garoto de cabelos castanhos lhe abraçando.
"Será que ele é o seu namorado ou algo assim?"
Balancei levemente a cabeça buscando tirar esses pensamentos da minha cabeça e olhei rapidamente para o anel que estava pendurado em uma simples corrente em meu pescoço e o toquei com a ponta de meus dedos antes de suspirar e colocar um sorriso pequeno no rosto e caminhar com confiança até a garota que esteve em meus pensamentos.
- Olá! Meu nome é Lucy Foster, eu achei que seria adequado me apresentar para vocês como eu sou meio nova aqui.
Falei e sem querer deixei o meu sotaque texano transparecer em minha voz e assim que percebi arregalei meus olhos um pouco, se meus pais soubessem disso eles estariam me matando agora, mexi distraidamente com o anel em meu pescoço enquanto mesmo sem querer o meu olhar buscava aquela garota loira.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Gaëlle Prévert

avatar

Mensagens : 9
Data de inscrição : 29/06/2012

Ficha do personagem
Colégio: Carmel High School
Coral: Vocal Adrenaline
Cheerios:

MensagemAssunto: Re: Sala do Vocal Adrenaline   Qui Jul 26, 2012 6:16 pm

Estava bastante distraida depois que me apresentei, acho que meus pensamentos tinham se perdido, ou talvez tenham se concentrado em outra dimensão. Ouvi vozes, estavam cantando, deviam ser os outros alunos da sala, mas não quis pensar sobre isso, apenas ouvi cada ritmo que eles traziam, cada história, cada batida, cada timbre um mais diferente do outro. Sem rostos, gostava de apenas saber suas vozes e não pensar em suas feições. Não sei quanto tempo passou nisso, quantas pessoas realmente cantaram, mas fui desperta pela voz de Kyle perguntando como eu estava.

"Oi." Disse sorrindo, encostando a cabeça no ombro dele e olhando o teto. "Esplêndido. E você?"

Então a menina de Chicago se aproximou, a menina dos olhos encantadores. Eu sabia que era ela mesmo não olhando-a. Ela se apresentou, eu sorri mais e me virei a ela, notando o anel que tinha no pescoço.

"Olhe é o Um Anel. Adorável." Respondi a Lucy observando o anel em seu pescoço. Mas ele não brilhava como seus olhos. "Uau. Está em uma jornada pelo visto."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lucy Foster
Vocal Adrenaline
Vocal Adrenaline
avatar

Mensagens : 32
Data de inscrição : 09/07/2012
Idade : 21

Ficha do personagem
Colégio: Carmel High School
Coral: Vocal Adrenaline
Cheerios: Cheerios(Carmel High)

MensagemAssunto: Re: Sala do Vocal Adrenaline   Qui Jul 26, 2012 9:13 pm

I got my angel now...


Ela era totalmente adorável e elogiou o meu anel o que de fato me surpreendeu, eu realmente não entendi o que ela queria dizer com a sua ultima frase e ergui minha sobrancelha direita em confusão.
- Jornada? Não entendi, perdoe-me!
Perguntei ainda confusa, aquela garota era confusa e ao mesmo tempo adorável, o brilho inocente em seu olhar era algo fascinante e apesar de não entender o que ela disse continuo interessada nela.
“E esse maldito sotaque francês é realmente seduzente.”
Corei com os meus pensamentos e desviei o olhar para os meus sapatos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Kyle LaHart

avatar

Mensagens : 85
Data de inscrição : 14/06/2012
Idade : 19
Localização : ~ NeverLand / Italy

Ficha do personagem
Colégio: Carmel High School
Coral: Vocal Adrenaline
Cheerios: Não

MensagemAssunto: Re: Sala do Vocal Adrenaline   Qui Ago 02, 2012 10:29 am

You must be an angel...


- Uau. Está em uma jornada pelo visto. - Disse a francesinha para Lucy, que parecia um pouco perdida.
- Jornada? Não entendi, perdoe-me! - Respondeu a texana, bastante confusa.

Sorrio ao ver o rosto de Lucy corar violentamente.

As duas formariam um belo par... Será que Gaëlle tambem curte garotas?

Viro meu olhar para a francesinha e... Uau. Nunca tinha reparado como ela é linda!

Um sorriso bobo aparece no meu rosto e instantaneamente abraço ela.

"Tenho que parar de fazer isso..."

Ainda abraçado a ela, sussurro em seu ouvido:

- Acho que Lucy está afim de voce...

...I can see it in your eyes

Eu. Outros. Narração. Pensamentos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Aria Lopez Michele

avatar

Mensagens : 21
Data de inscrição : 26/06/2012
Idade : 21

MensagemAssunto: Re: Sala do Vocal Adrenaline   Ter Set 18, 2012 2:50 pm




I Wanna Dance And Sing!

In the mountains, las campanas están sonando. Todos los chicos (chicas) y los chicos (chicas) están besando. I wanna dance and love and dance again, I wanna dance and love and dance again!



Recebi uma mensagem da Shelby pedindo para que todos os integrantes do VA fossem para a sala do coral, com apresentações preparadas.
Eu estava em pânico não sabia o que cantar! Eu queria muito ser o destaque do grupo, e para isso deveria fazer a apresentação perfeita!
Após pensar muito, finalmente descobri o que cantar e segui direto para a sala do coral.
_Hey my bitches!_ Cumprimentei os outros membros que lá estavam e me sentei.


TAGGED Jiyeon//WEARING this//INFINITIZE @GraphicsLand



Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Quinn Fabray
Vocal Adrenaline
Vocal Adrenaline
avatar

Mensagens : 138
Data de inscrição : 30/05/2012
Idade : 21
Localização : Lima-Ohio

Ficha do personagem
Colégio: William McKinley High School
Coral: New Directions
Cheerios: Cheerios(William McKinley High)

MensagemAssunto: Re: Sala do Vocal Adrenaline   Ter Set 18, 2012 4:37 pm

Recebi uma mensagem da Shelby avisando que todos os integrantes do V.A devem participar de uma reunião na sala do coral e trazer as apresentações preparadas,bem Harmony Fabray é a sua chance de mostrar que você merece mais do que tudo ser a diva do coral,eu treinei bastante nas últimas horas praticando vários solos perfeitos,rituais de beleza,além do mais fazendo meu aquecimento vocal antes de começar a cantar,agora que eles vão ver quem é a diva de verdade,quero surpreender todos com minha potência vocal,vou querer ser a última para poupar a minha fabulosa voz,assim que eu chego vejo alguns membros do Vocal Adrenaline,assim que eu chego falo dando um tchau de miss para todos que estavam lá :
-Hello my stars.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Kyle LaHart

avatar

Mensagens : 85
Data de inscrição : 14/06/2012
Idade : 19
Localização : ~ NeverLand / Italy

Ficha do personagem
Colégio: Carmel High School
Coral: Vocal Adrenaline
Cheerios: Não

MensagemAssunto: Re: Sala do Vocal Adrenaline   Ter Set 18, 2012 6:27 pm

And I know, I know...


"Reunião na sala do glee club, agora!" "Tragam suas apresentações!" As mensagens de Shelby pairavam em minha mwente, já que, aparentemente eu não havia nenhuma performance preparada, mas mesmo assim, não custa tentar né?

Relaxei ao perceber que fui um dos primeiros a chegar. Talvez isso de tempo de pensar em alguma coisa...

- Hey my bitches! - Disse a latina, entrando na sala.
- Aria! - Sorri para a mesma.

- Hello my stars! - Chega a princesinha da disney, acenando para gente.
- Ciao! - Deixo-me ser levado pelo meu sotaque italiano, sorrindo em seguida.

Droga, o que irei apresentar?

...There's nothing to fear

Eu. Outros. Narração. Pensamentos.


Última edição por Kyle LaHart em Sex Set 28, 2012 4:01 am, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Narrador

avatar

Mensagens : 57
Data de inscrição : 12/04/2012

MensagemAssunto: Re: Sala do Vocal Adrenaline   Ter Set 25, 2012 1:28 pm

Aos poucos os alunos foram chegando na sala do vocal adrenaline e vão ocupando as suas cadeiras e a Sra. Shelby, como de costume esta sentada em sua cadeira analisando algumas partituras, mas havia algumas coisas diferentes nela, começando pelo cabelo amarrado com uma caneta, depois o sorriso meio que sarcástico que tinha em seu rosto para aqueles que já são experientes no vocal adrenaline e para aqueles que procuram se informar sabiam que isto só podia dizer uma coisa (carnificina) e pelo jeito que ela convocou a todos os alunos esta seria das boas, então ela ergue a cabeça e olha para os que estavam presentes na sala no momento e fala.

- Então pessoal, estou muito empolgada para ver as apresentações de vocês, então temos voluntários para começar as apresentações!?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Blake Ayache
Vocal Adrenaline
Vocal Adrenaline
avatar

Mensagens : 15
Data de inscrição : 28/05/2012
Idade : 23

Ficha do personagem
Colégio: Carmel High School
Coral: Vocal Adrenaline
Cheerios: Não

MensagemAssunto: Re: Sala do Vocal Adrenaline   Ter Set 25, 2012 1:38 pm

Chego na sala do vocal adrenaline e a primeira coisa que vejo é a Sra. Shelby sentada em sua mesa e é claro ela provavelmente vai reclamar de meu atraso, mas depois de entrar na sala e passar algum tempo, ela não havia falado nada, então fico pensando por um tempo enquanto olhava para ela, quando derrepente faço uma cara de assustado e me lembro dos rumores que haviam me contado que nos dias que a Sra. Shelby estiver usando o cabelo amarrado e estiver com um sorriso sarcástico na maioria do tempo só tem um significado "Carnificina" , então vou para perto dos outros alunos que estavam na sala e vejo a Harmony e o Kyle com quem ainda tive algumas aulas, mas havia uma garota morena que ainda não conhecia, mas também já era de se esperar eu tinha passado um certo tempo afastado do vocal adrenaline por motivos particulares da minha família, então sorrio e pergunto a eles.

- Então quem vai ser o primeiro a assinar a sua própria sentença de morte?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lancelot Van der Rohe
Vocal Adrenaline
Vocal Adrenaline
avatar

Mensagens : 44
Data de inscrição : 27/05/2012
Idade : 22

MensagemAssunto: Re: Sala do Vocal Adrenaline   Ter Set 25, 2012 4:37 pm

Lancelot havia saído de férias mais cedo aquele ano, tudo se resumia a fashion Week de Berlim que havia acontecido, e o próprio Alexander McQueen havia enviado um email requerindo a participação dele na equipe de modelos. Lancelot ainda achava estranho isso ter acontecido, podia ter sido alguma armação de sua mãe de tirá-lo do quarto, onde havia passado algum tempo chorando após seu termino com Jeff, o que agora já não era tão incomodo a ele, por mais que havia doído ser trocado pelo tal de Nick, ele era Lancelot Van der Rohe, nada devia abalá-lo, sem falar que a primavera na Alemanha sempre era maravilhosa.
Mal havia chegado em casa, após uma longa viagem de avião, quando ouviu o bip de seu iPhone. A primeira coisa que pensou foi: se fosse Jeff, ia dizer a maior quantidade de palavrões em alemão que conseguia, porém ao invés disso era de Shelby dizendo sobre uma reunião urgente do Vocal Adrenaline.
Puta Merda! Ele havia se esquecido do coral, podia imaginar o pandemônio que havia acontecido em sua ausencia e em como todos agora deviam achar que eram estrelas, sem a estrela principal de olho no que acontecia ali. A mensagem parecia de urgência e de que o tal ensaio aconteceria em poucos minutos, então decidiu não perder tempo para descansar, o que ele acreditava ser coisa de pessoas preguiçosas e sem ambição, e decidiu sair porta afora de sua mansão, na parte nobre de Ohio.
[...]
Ao estacionar sua Lamborghini no estacionamento, abarrotado de carros de classe média alta, sentiu um pesar ao saber que ainda estava com sua roupa de viagem. Um Trench-coat preto, peça exclusiva do próprio McQueen, e uma touca cinza, que cobria parte de seus cabelos loiros. Decidiu tirar o Trench e a touca e ficar apenas com a camiseta preta que ressaltava seus músculos bem definidos, jogando as peças no carro, saiu em direção aos corredores.
A cada passo que dava em direção a sala do coral, podia sentir o cheiro de derrota no ar, provavelmente seus antigos "amigos" já estavam presentes, girou o pé na porta de entrada e abriu os braços em um gesto de maestria.
- Podem secar as lágrimas, meus caros colegas, o astro desse clube do coral está de volta...
Não teve nem tempo de ver quem estava presente, ou se havia aparecido alguém novo. Só tinha certeza de uma coisa, Lancelot Van Der Rohe estava de volta.
E agora não tinha mais Jeff como sua vulnerabilidade.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Aria Lopez Michele

avatar

Mensagens : 21
Data de inscrição : 26/06/2012
Idade : 21

MensagemAssunto: Re: Sala do Vocal Adrenaline   Ter Set 25, 2012 5:22 pm




I Wanna Dance And Sing!

In the mountains, las campanas están sonando. Todos los chicos (chicas) y los chicos (chicas) están besando. I wanna dance and love and dance again, I wanna dance and love and dance again!



_Eu não assino sentença de morte, eu não sei vocês, mas quando essa latina aqui canta tudo o que eu vejo é vida! Só não vou agora porque o melhor tem sempre que ficar pro fim!_ Disse brincando convencida para Blake.
A sala continuou em silêncio, até que surge a pessoa da qual eu não sentia tantas saudades.
_Chegou o nosso pequeno convencido! Sabia que ainda faltava chegar um grande ego nesse lugar!_ Disse nem um pouco brincando quando Lancelot chegou, simple sassim, ele despreza o meu idioma e eu o desprezo!


TAGGED Jiyeon//WEARINGThe Cheerios Uniform //INFINITIZE @GraphicsLand



Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Quinn Fabray
Vocal Adrenaline
Vocal Adrenaline
avatar

Mensagens : 138
Data de inscrição : 30/05/2012
Idade : 21
Localização : Lima-Ohio

Ficha do personagem
Colégio: William McKinley High School
Coral: New Directions
Cheerios: Cheerios(William McKinley High)

MensagemAssunto: Re: Sala do Vocal Adrenaline   Ter Set 25, 2012 6:01 pm

Vejo que muitos alunos haviam chegado depois de mim,o Blake que por algum motivo andava super afastado,e o barbie boy todo engomado com aquelas roupas,estava se sentindo o astro daquele coral,eles nem esperam a minha perfeita apresentação,vai deixar todos bem surpresos se remoendo de inveja,minha confiança e o meu ego estavam lá em cima,nada nem ninguém vai me abalar,sei que terão comentários malvados,mas a estrela aqui vai ser finalmente reconhecida,mesmo com todos me puxando para baixo,eu não vou mais abaixar minha cabeça como uma idiota,começar a chorar por qualquer coisa ruim que acontece comigo,o tal do Lancelot chegou falando que ele era estrela do coral,mas que convencido,eu vou pegar esse solo não importa quem eu tiver que passar por cima,ou que eu tiver que fazer para isso acontecer,não irei ser a primeira a me apresentar,quero ser a última pois assim pouparei minha linda voz e ouvirei com o mínimo de decência o nível dos meus caros colegas,afinal mesmo que eu tenha o solo teremos que ter vozes em um nível adequado para que a minha voz fique muito adiantada do que os outros,mesmo querendo ter o destaque acho bom ter o mínimo de sintonia entre minha voz e o coro dos outros membros,tudo vai ser fabuloso para mim,agora estou muito mais disposta a entrar com tudo nessa competição que será cada um por si e eu farei T-U-D-O para ganhar o meu merecido destaque.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Sala do Vocal Adrenaline   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Sala do Vocal Adrenaline
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 7 de 8Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte
 Tópicos similares
-
» » Andar inferior: Biblioteca & Sala de armas «
» Sala de Armas [NOVA]
» Sala de Gravidade Aumentada
» Sala de jogos
» Sala de Jantar

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Glee RPG BR. Faça Sucesso, mas nunca deixe de ser um Loser! :: Escolas :: Carmel High School-
Ir para: